top of page

Pedágios iniciam cobranças neste mês em rodovias de Palmeira e região

Após a aprovação e estabelecimento dos valores pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a Via Araucária, concessionária responsável pela concessão do Lote 1 das rodovias paranaenses, inicia a cobrança das tarifas a partir da zero hora do próximo dia 23 de março.

A Deliberação de nº 66, publicada pela Diretoria Colegiada da ANTT, na data de hoje (12), autorizou o início da cobrança da tarifa nos pedágios de São Luiz do Purunã (BR-277 km 133), Porto Amazonas (BR-277, km 158), Irati (BR -277, km 249), Imbituva (BR-373, km 217) e Lapa (BR-476, km 191).

A cobrança das tarifas foi autorizada após a restauração das estruturas prediais, instalação de novas bases de atendimento ao usuário, início dos serviços de suporte médico e mecânico – em atividade desde 28 de fevereiro -, recuperação da infraestrutura de tecnologia da informação e vistoria realizada pela ANTT.

Valores das tarifas

Os valores dos pedágios variam entre R$8,70 e R$11,50 (tabela completa abaixo) e foram calculados pela ANTT, considerando o percentual positivo de 15,75% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Formas de pagamento

Nas cabines manuais das praças, será possível efetuar o pagamento das tarifas em dinheiro ou com cartão de débito e crédito, na modalidade por aproximação.

A modalidade Visa Vale Pedágio também será aceita.

Já nas vias automáticas, o motorista poderá optar entre as operadoras Sem Parar, ConectCar, Move Mais, Veloe e Greenpass.

Operação assistida

Com o intuito de promover orientações e tirar dúvidas dos usuários, a Via Araucária realiza a partir desta quarta-feira (13) a Operação Assistida nas praças de pedágio das vias concedidas.

Viajantes que trafegarem pelos locais deverão passar pelas cabines das praças, sem a necessidade de pagamento. Nelas, receberão material informativo, com a tabela de tarifas a serem praticadas no trecho, além de informações sobre os serviços de atendimento aos usuários prestados pela concessionária.

Mais informações também podem ser obtidas pelo 0800 277 0 376.

A concessionária também disponibiliza um canal exclusivo, pelo WhatsApp, para pessoas com deficiência auditiva e de fala. O número é (41) 9 9519-0279.

Desconto para motoristas

Os usuários que trafegam nas rodovias administradas pela Via Araucária serão contemplados com dois benefícios tarifários: o Desconto Básico de Tarifa (DBT) e o Desconto de Usuário Frequente (DUF). Para obter as vantagens, é necessário apenas ter instalado no veículo um TAG, chip eletrônico autoadesivo colado ao para-brisa, que permite que os veículos passem pela pista automática de cobrança de pedágio.

DBT – Esse benefício oferece 5% de desconto a todas as categorias de veículos, independentemente da quantidade de viagens realizadas. Todo e qualquer veículo com TAG sempre que passar por uma das cabines automáticas de pedágio receberá 5% de abatimento no valor da tarifa.

DUF – O DUF contempla apenas veículos de passeio (automóvel, caminhonete e furgão; automóvel e caminhonete com semirreboque; automóvel e caminhonete com reboque). Esse benefício oferece uma redução adicional e progressiva no valor da tarifa a partir da segunda passagem pela mesma praça, no mesmo sentido, realizada dentro do mesmo mês. Quanto mais o usuário utiliza a rodovia, menor fica o valor do pedágio.

*Para veículos comerciais ou caminhões com 2 ou mais eixos, a tarifa é igual ao número de eixos, multiplicado pelo valor da tarifa básica.

Sobre a Via Araucária

A Via Araucária é a concessionária responsável pela operação, manutenção e modernização do Lote 1 do Sistema Rodoviário do Estado do Paraná, abrangendo 473 quilômetros de rodovias federais e estaduais. Esse trecho inclui os contornos Norte e Sul de Curitiba, as interligações entre municípios da Região Metropolitana de Curitiba e a rota entre a capital e Guarapuava, no Centro-Sul do Paraná, entre outros segmentos viários.

O contrato de concessão assinado junto ao Governo Federal prevê investimentos da ordem de R$13,1 bilhões na restauração de rodovias, ampliação da malha viária e implementação de tecnologias e inovações que contribuam para a prestação de serviços de alta qualidade. Para mais informações: www.viaaraucaria.com.br

BR-277/PR:

Do acesso oeste de Curitiba/PR até a Ponte sobre o Rio Barigui, em Curitiba/PR;

Do entroncamento com a BR-476, no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a BR-373/PR-452 (Relógio), em Prudentópolis/PR;

Do entroncamento com a BR-277/PR-431, no município de Campo Largo/PR, até o entroncamento com a BR-277/PR-431 (Fim do Contorno de Campo Largo), em Balsa Nova/PR;

Do acesso a Santa no município de Balsa Nova/PR, até o entroncamento com a PR-423, em Balsa Nova/PR.

BR-373/PR:

Do entroncamento com a BR-373/PR (Caetano) no município de Ponta Grossa/PR, até o entroncamento com a BR-277/PR (Relógio), em Prudentópolis/PR.

BR-376/PR:

Do entroncamento com a BR-476 (P/Araucária) no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a BR-116/476 (Curitiba Sul/Pinheirinho), em Curitiba/PR.

BR-476/PR:

Do entroncamento com a BR-376/277 (P/Araucária) no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a PR-427 (P/ Porto Amazonas), em Lapa/PR.

PR-418:

Do entroncamento com a BR-277/PR (Campo Comprido) no município de Curitiba/PR, até o entroncamento com a PR-417, em Colombo/PR.

PR-423:

Do entroncamento com a BR-276 (Araucária) no município de Araucária/PR até o entroncamento com a BR-277 (Pista Direita), em Campo Largo/PR.

PR-427:

Do entroncamento com a BR-476 no município da Lapa/PR, até o entroncamento com a BR-277, em Palmeira/PR.

Com informações da Via Araucária


Comments


bottom of page